Novidades

Respeito a Dor de uma Criança Violentada

Em assuntos severos e complexos demais como um crime tão perverso e seus desdobramentos, reconheçamos nossa limitação pra resolver tudo com um “concordo” ou “não concordo”.

Darleide Alves

Alguns chamaram o filho de Deus de “Belzebu” mas alguns não são todos.

Uma multidão gritou “crucifica-o”, mas nem mesmo uma multidão representa a todos.

Sempre existiu gente barulhenta e apaixonada, sem domínio da razão. Elas gritavam diante da cruz como gritam na porta de hospital chamando criança estuprada e grávida de assassina.

É tudo tão triste, tão miserável… Mas não se trata de uma mulher que resolveu abortar e jogar seu filho no lixo por que “seu corpo, suas regras” pra seguir curtindo a vida. Trata-se de uma criança violentada desde os seis anos de idade por um parente desgraçado e criminoso. Olha pra uma criança de seis anos. Seis anos. Hoje tem somente dez.

É fácil responder apenas com um “concordo” ou “não concordo” é “certo” ou “errado” como fizeram os amigos de Jó. Os argumentos podem parecer os melhores, mas eles estavam errados.
Isso serve para todos nós.

Até Jó, um homem justo, argumentou com toda coragem e certeza a favor da própria inocência; e era inocente mesmo. Ainda assim, foi incapaz de responder ao menos uma das oitenta perguntas que lhe fizera Deus.

Finalmente Jó declara “Falei de coisas de que eu não entendia [ Jó 42:3] Retiro tudo que disse e me sento arrependido no pó e nas cinzas”. [Jó 42:6].

É que nem mesmo os “justos” se sustentam diante da justiça de Deus. Vamos vigiar a nossa língua pra não gritarmos como alguns e nem como a multidão. Comportemos-nos como remanescentes. Se não for assim haveremos de responder ao Senhor quando perguntar “me condenará só para provar que tem razão? [Jó 40:8].

Em assuntos severos e complexos demais como um crime tão perverso e seus desdobramentos, reconheçamos nossa limitação pra resolver tudo com um “concordo” ou “não concordo”. Talvez seja mais sábio fazer o que os amigos de Jó fizeram por sete dias e sete noites: silêncio.

“Não disseram nada por que viram que o sofrimento dele era muito grande.” [Jó 2:13]

Foi quando caíram na besteira de falar em nome da justiça que erraram.
Mas, tem algum “Jó justificado” aí para interceder pelos errados?

#palavrasbenditas

_______________

Darleide Alves é apresentadora do programa Consultório de Família da TV Novo Tempo

Facebook Comments Box

sobre TEMPO PROFETICO TEMPO PROFETICO

Avatar

Além disso, verifique

Ponto da Convergência

Na cruz, as pessoas se encontram, pois jesus é o centro de todas as coisas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove + 18 =