Novidades

Preparado para o encontro?

“Portanto, assim te farei, ó Israel! E porque isto te farei, prepara-te, ó Israel, para te encontrares com o teu Deus”.

Convém relembrarmos aqui que Amós nasceu no sul, no reino de Judá, e desenvolveu o ministério dele na região norte, Israel. Não era uma missão fácil já que existiam muitos profetas naquela região. Imagine a cena: um dia chega àquela região o profeta Amós anunciando que o povo deveria se preparar para um encontro com Deus.

O que o profeta queria dizer ao usar tais palavras? Para que possamos compreender estas expressões temos que descobrir o que Deus disse ao povo um pouco antes desta profecia. No capítulo 4, verso 8, lemos que as pessoas andavam duas ou três cidades a procura de água. A falta de chuva provocava uma grande seca fazendo com que o povo caminhasse grandes distâncias, humilhados em busca de água porque não se converteram ao Senhor.

No verso 9 um outro flagelo atinge o território de Israel. O crestamento e a ferrugem nas plantações. “Um vento abrasador vindo do deserto produz o crestamento das plantas, tornando-as amarelas, causando uma destruição total. O que sobra das plantações é devorado pelos gafanhotos que são trazidos pelo vento abrasador do deserto. E isso ocorre de tal maneira, que forçosamente mostra ser vindo de Deus como castigo, mas não se converteram ao Senhor”. (Estudo sobre os Profetas Menores vol. I pg.76).

Já o verso 10 do capitulo 4 diz que Deus enviou peste. Tente imaginar comigo a seguinte cena: primeiro a falta de água, depois o sol abrasador e mais tarde o crestamento e a ferrugem e, por ultimo, uma peste, provavelmente como as que caíram sobre o Egito. “Além disso, Israel sofreria o ataque dos inimigos assírios. No cerco de Samaria, os Israelitas sofreram muito, quando uma cabeça de jumento foi vendida por oitenta ciclos de prata ( II Reis 6:25; 8:7-12). As mães chegaram ao ponto de comer a carne de seus filhos mortos, por causa da fome. O mau cheiro dos corpos não enterrados causava pestilências. Miraculosamente foram salvos da destruição radical, mas ainda não se arrependeram”. (Estudo sobre os Profetas Menores, vol. I, pg.76).

Por isso, quando o profeta usa a palavra “portanto”, ele está dizendo que os severos castigos tinham como objetivo despertar o povo para o arrependimento.

Sabe, o que deve prender a nossa atenção ao estudar esta profecia não são os castigos, mas as oportunidades que Deus está concedendo para que os filhos dEle acordem, abram os olhos e vejam a real situação que vivem. Deus está, amigo ouvinte, procurando todos os meios possíveis para salvar o povo dEle antes de tomar medidas extremas.

Perceba que Deus faz de tudo para salvar os Israelitas. Deus primeiro fala, orienta, para que as pessoas façam o que é melhor, mas se este método não funciona, então Ele permite que calamidades as atinjam e a atenção seja despertada. Esta é a maneira de Deus abrir os olhos dos homens para que possam se arrepender dos seus maus caminhos. Deus, quando disciplina tem como objetivo único a salvação, a restauração.

A outra palavra usada é “prepara-te”. O que o profeta queria dizer era mais ou menos o seguinte: “Prepara-te para te encontrares com os juízos de Deus”. “Esta é uma frase militar e que deve ser entendida como um desafio no campo de batalha. É como se o Senhor tivesse dito: Eu irei atacar-te imediatamente. Prepara-te rapidamente para a defesa, e vejamos de quem será a vitória”(Estudo sobre os Profetas Menores, vol. I, p.77). A Bíblia, na versão dos Setenta ou a Septuaginta (LXX), traduziu este verso assim: “Prepara-te para invocar a teu Deus oh Israel” (S.D.A.B.C. vol.4 pg.991)

E o que estava prestes a ocorrer com Israel? “Deus estava prestes a infligir o último e o pior de todos os castigos sobre Israel. É a extinção da nacionalidade israelense” (Estudo sobre os Profetas Menores vol. I pg.77).

Amigo ouvinte, infelizmente a mensagem de Amós não foi ouvida e o pior aconteceu. “No ano 722 ou 721 Sargão II levou avante o cerco de Samaria, iniciado por seu antecessor, e pôs fim ao reino de Israel, transportando 27.290 dos habitantes de Samaria para a Mesopotâmia. As escavações demonstram que pelo menos uma parte da cidade foi incendiada pelos assírios, na ocasião. Esse foi o fim de Samaria” (Enciclopédia da Biblia e Teologia e Filosofia vol.6 pg.85).

Que pena! O povo de Samaria não se preparou para o maior dos encontros. O resultado foi fome, morte, cativeiro, destruição. Eles, porém, não existem mais. Mas nós estamos aqui. Você está aí, do outro lado, ouvinte este programa. Você está preparado para esse encontro?

Assim como nos tempos de Samaria, hoje em dia também o ser humano busca segurança no conhecimento, no dinheiro, na fama, no prestígio, no prazer. Nada disso, porém, o manterá seguro diante do que vai acontecer. Os deuses de Samaria não puderam fazer nada. Os de hoje também não poderão.

Na II carta de Paulo aos Coríntios, 5:10, encontramos: “Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem ou mal”. Sim, um tribunal nos espera. Mas confiando nEle não teremos porque ficar temerosos. Ele mesmo prometeu: “…E o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora” (João 6:37).

Facebook Comments

sobre TEMPO PROFETICO TEMPO PROFETICO

Além disso, verifique

O que é profecia?

O mundo das profecias é extraordinário. Para muitos é algo completamente escuro e desconhecido. Às …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Portal Tempo Profético Online

Nesse Portal teremos Matérias com mais detalhadamente sobre as Profecias.

× Atendimento Online!