Novidades

A escrita na parede

Essa profecia foi feita pelo próprio Deus em torno do ano de 539 AC. E cumprida imediatamente. Mas antes de entrarmos na análise da profecia vamos conhecer um pouco do que a história e a ciência falam do capitulo cinco de Daniel.

Os críticos de Daniel têm dito que o livro é falho em registrar a história porque, segundo eles, o ultimo rei de Babilônia foi Nabonido e não Belsazar. A Bíblia estaria errada? A narrativa bíblica não merece confiança?

A história registrou Nabonido como o último rei de Babilônia, porém os historiadores não contam os anos que esse rei se ausentou do governo para cuidar da saúde. A doença do rei foi omitida, certamente para proteção da imagem dele. A arqueologia, porém, vem confirmando o que a Bíblia registra.

Um renomado comentário bíblico afirma que “Nabonido, estava no Líbano, se restabelecendo de uma enfermidade, quando chamou o seu filho mais velho, e lhe confiou o reino”. (S.D.A.B.C. vol.4 pg. 828). Na caverna numero quatro, próximo ao Mar Morto, foi encontrado, no ano de 1960, um documento que é chamado de “a oração de Nabonido”, hoje guardado no museu de Londres, e que diz o seguinte: “Quando eu estava doente por bolhas malignas, por ordem do Deus Altíssimo, na cidade de Temã por sete anos… então eu confessei meus pecados e Deus mandou um mágico dos Judeus do cativeiro… então sarei, fui perdoado e decretei adoração ao Deus Altíssimo”. “Belsazar, governou Babilônia por muitos anos, como co-regente com seu pai, enquanto Nabonido residia em Temã”. (S.D.A.B.C. vol.4, pg. 828). “Em 1950 foi descoberto a Stela de Haran, uma pedra triangular, onde esta registradoa que Nabonido deixou o reino para seu filho, e que estava no Oásis de Temã, na Arábia”.

Vamos, então, entrar no estudo da profecia que Deus fez a Belsazar. Tudo começou com a festa que o rei promoveu (5:1). Babilônia havia se tornado muito próspera e fortificada desde os dias de seu avô Nabucodonosor. Todos acreditavam que Babilônia era invencível. “Os que estavam dentro dos muros riram do bloqueio [dos Medos e Persas], pois estavam providos do necessário para mais de vinte anos”. (Esboço de estudos de Daniel, Edwin R. Thiele pg.38).

Babilônia estava numa posição estratégica. O rio Eufrates cortava a cidade e isto se tornava uma fonte inesgotável de água e alimento. A cidade “tinha a forma de um quadrado, cada lado com mais de 24 quilômetros. Havia terras aráveis e de pastagens suficientes para suprir as necessidades de sua população, que era de mais de um milhão de habitantes. As muralhas contavam com cem portões de bronze, vinte cinco de cada lado. A altura dessas muralhas era de 107 metros, com cerca de 27 metros de espessura.” (Enciclopédia de Bíblia e teologia e filosofia vol.1 pg.426).

“Babilônia, foi sitiada por Ciro, sobrinho de Dario, o Medo, e comandante geral dos exércitos combinados da Média e da Pérsia. Mas, dentro das fortalezas, aparentemente inexpugnáveis, com suas muralhas maciças e seus portões de bronze, protegida pelo rio Eufrates, e com abundante provisão em estoque o monarca [Belsazar] sentia-se seguro, e passava seu tempo em folguedos e festança” (Profetas e Reis pg. 523).

Já alcoolizado, o rei ordenou que os vasos sagrados que seu avô havia transportado de Jerusalém para Babilônia fossem introduzidos na festa, para que vinho fosse servido a ele e a seus convidados (Daniel 5:2-3). “Estadistas bebiam vinho como água… os mais baixos impulsos e paixões estavam em ascendência, o rei em pessoa tomou a dianteira na desbragada orgia” (Profetas e Reis pg.523).

Enquanto se embebedavam e desprezavam as coisas consagradas a Deus foram surpreendidos com uma escrita estranha em uma das paredes do palácio (Daniel 5:5). A festa acabou, a alegria desapareceu de todos, enquanto observavam a mão traçando as misteriosas palavras. Daniel conta que o medo de todos foi muito grande, especialmente do rei, cujos joelhos batiam um no outro e as pernas tremiam (Daniel 5:6). Os sábios, feiticeiros e astrólogos foram chamados, mas não tiveram como interpretar o que estava escrito (Daniel 5:7-8).

Alguém então se lembrou do velho Daniel e ele foi levado imediatamente ao palácio para desvendar mais este mistério. Foi dito a Daniel que se ele interpretasse as misteriosas palavras, seria coroado com colares de ouro. Daniel agradeceu a oferta do rei, respondendo: “As tuas dádivas fiquem contigo, e dá os teus presentes a outro” (Daniel 5:17).

A interpretação foi clara e precisa. “Contou Deus o teu reino, e o acabou. Pesado foste na balança e foste achado em falta. Dividido foi o teu reino, e dado aos Medos e Persas” (Daniel 5:26-28).

Ciro desviou as águas do rio Eufrates para um lugar próximo a Babilônia e na noite de “13 de outubro de 539 AC Babilônia caiu” (Arqueologia Bíblica pg.282). Belsazar foi morto e Dario, o Medo, ocupou o trono de Babilônia (Daniel 5:30-31).

“Deus tem designado um lugar em Seu grande plano para cada nação e cada indivíduo. Homens e nações estão sendo testados pelo prumo na mão daquele que não erra. Todos estão por sua própria escolha decidindo o seu destino” (Profetas e Reis, pg.536). Sim, Deus tem um plano para você e para mim. Em tudo somos testados, provados, inclusive nas menores coisas. Cada decisão, cada atitude, vai traçando o nosso destino através das escolhas que vamos fazendo. Por isso, decida ficar ao lado de Deus, ao lado da verdade, ao lado da Bíblia.

Facebook Comments

sobre TEMPO PROFETICO TEMPO PROFETICO

Avatar

Além disso, verifique

O que é profecia?

O mundo das profecias é extraordinário. Para muitos é algo completamente escuro e desconhecido. Às …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Portal Tempo Profético Online

Nesse Portal teremos Matérias com mais detalhadamente sobre as Profecias.

× Atendimento Online!