Novidades

Paz ou espada?

image_pdfimage_print

A profecia de hoje está em Mateus 10:35 e foi proferida pelo próprio Senhor Jesus Cristo. “Não penseis que vim trazer paz à terra. Não vim trazer paz, mas espada”.

Esta profecia está dividida em duas partes. Na primeira, Jesus está alertando os discípulos a não se equivocarem com as reações quando os seus ensinos fossem passados adiante, e a segunda, Ele queria mostrar a divisão que os seus ensinos iriam causar.

Vamos analisar a primeira parte: “Não penseis que vim trazer paz à terra”. O objetivo de Cristo ao mencionar tais palavras, era corrigir um conceito entre os seus discípulos de que a mensagem que haviam de pregar produziria uma única reação. A reação que alguns estavam sonhando era de plena aceitação por todos os que a ouvissem. Jesus está advertindo aos discípulos para que não criassem uma expectativa e sofressem decepção.

Ao dizer, “não pensem que vim trazer paz a terra” Jesus não está incentivando a guerra, as rebeliões e a revolução. Ele não foi um revolucionário ou estrategista militar em seus dias.

Muita gente não entende esse verso e pensa que há um aparente conflito entre duas declarações da Bíblia. No evangelho de João 14:27 é dito o seguinte: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou. Não vo-la dou como o mundo a dá”. Veja, Jesus veio trazer a paz, porque Ele é a paz. A paz foi anunciada que Ele nasceu. “Glória a Deus nas maiores alturas, paz na terra entre os homens a quem Ele quer bem” (Lucas 2:14). A vida de Jesus foi viver e ensinar e viver a paz. Nunca ensinou a fazer guerra com a nação que escravizava a sua gente.

Como entender, então, essa declaração de Mateus 10:35 que não veio trazer a paz?

“Cristo veio colocar os pecadores em paz com Deus, mas ao fazê-lo inevitavelmente causou a discórdia entre eles e os que recusaram receber a oferta de paz” (S.D.A.B.C. vol.5 pg.369).

Um exemplo disso acontece aqui mesmo no Brasil, um país que diz cristão. A grande verdade é que uma boa parte da população não aceita e muito menos pratica os ensinos de Cristo. Aquele que prega e vive os ensinos de Jesus é objeto de desprezo e ridicularização em muitos lugares.

Por isso, amigo ouvinte, se você é um cristão sincero e gosta de testemunhar de sua fé, esteja preparado para as reações negativas. Foi por isso que Cristo queria preparar os discípulos dEle para suportarem a afronta e a zombaria.

A segunda parte apresenta o que aconteceria quando o evangelho fosse anunciado com toda a sua intensidade. “Não vim trazer paz, mas espada”. O que significam estas palavras?

A espada era uma arma poderosa que por onde ela passasse ocorria uma divisão. Espada é símbolo de divisão.
Jesus estava profetizando que onde os ensinos dEle fossem ministrados e praticados, fossem resultaria em divisão entre as pessoas. Como uma espada.

O Salvador está profetizando a separação de amigos, familiares, marido e mulher, pais e filhos. O cristianismo ensina princípios que, infelizmente, causam reações e dificuldades na convivência com aqueles que não são crentes.

Para que você tenha uma idéia da separação que os ensinos de Cristo fazem vou citar algumas coisas comuns da vida de nossa sociedade. No Natal, por exemplo. Veja o que acontece na véspera. Carrinhos e carrinhos de supermercados são abarrotados de bebida alcoólica. Os consumidores querem festejar o nascimento de Jesus ou simplesmente o feriado com cerveja e outros tipos de bebida.

Como resultado disso, quantas brigas e acidentes acontecem! Um integrante de uma dessas famílias que deseja viver o cristianismo acaba ficando isolado dos demais, porque o ambiente e as práticas ferem os princípios básicos de sua fé.

Quer mais um exemplo? Há uma prática muito comum em nosso país que é uma mentirinha, para enganar o pai, a mãe, o professor, o policial ou qualquer outra autoridade. Um cristão verdadeiro não vai pactuar com a mentira porque o próprio Cristo declarou: “Vós pertenceis ao vosso pai, o diabo, e quereis executar o desejo dele. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, pois não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, pois é mentiroso e pai da mentira” (João 8:44).

Portanto, se Satanás é pai da mentira, é porque existem os filhos. Todo aquele que mente, está se tornando filho do diabo. Mas, se alguém numa sala de aula falar a verdade ao professor, e contar que a grande maioria colou na prova, ficará alijado da turma. Hoje, para se dar bem, segundo dizem alguns, não se pode ser muito honesto.

Por isso, amigo ouvinte, se você quiser ser um praticante dos ensinos de Jesus, esteja preparado para viver separado de gente que você gosta e ama. O cristianismo puro, como está na Bíblia, separa muitas pessoas. Ser um cristão, segundo o modelo bíblico, é andar contra a correnteza, ou é andar na contramão.

Facebook Comments

sobre TEMPO PROFETICO TEMPO PROFETICO

Avatar

Além disso, verifique

O que é profecia?

O mundo das profecias é extraordinário. Para muitos é algo completamente escuro e desconhecido. Às …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Portal Tempo Profético Online

Nesse Portal teremos Matérias com mais detalhadamente sobre as Profecias.

× Atendimento Online!